logo-transparentx2.png
so-palheta.png
separador-2.png

Raul Constante Pereira

12 setembro / 10:30

Jardim da Anta

r-c-pereiraespectaculos.jpg

"O Barbeiro Diabólico"

No dia do seu casamento, Dom Roberto resolve ir ao barbeiro fazer a barba. Ao longo de muitas peripécias o barbeiro executa a sua tarefa e finalmente apresenta-lhe a conta. Dom Roberto recusa-se a pagar. Lutam e Dom Roberto acaba por matar o barbeiro. Vem a Morte buscar a vítima e pretende levar Dom Roberto consigo. Luta de vida ou de morte que Dom Roberto naturalmente vence, matando a própria Morte.

"Tourada à portuguesa"

Não contendo propriamente um enredo dramático, esta peça descreve-nos as diferentes fases de um Corrida de Touros à Portuguesa, com os seus personagens típicos: o campino, o toureiro e, claro, o touro.

Autor: Teatro Popular Português
Manipulação: Raul Constante Pereira

Duração: Aprox. 20 min | Classificação Etária: Maiores de 6 anos

r-c-pereira-thumb.jpg
separador-2.png

bio

Nascido em 1965, frequentou cursos e ateliers de teatro, expressão dramática, projeção vocal, construção de marionetas, técnicas de mimo, construção de máscaras e instrumentos musicais. Estudou Artes Plásticas/ Escultura na FBAUP. Em 1984 iniciou o percurso como marionetista, encenador e artista plástico, participando em diversos projetos de teatro, televisão e artes plásticas, colaborou com Carlos Barreira, Alberto Péssimo, João Paulo Seara Cardoso, Rosa Ramos, Jaime Azinheira, Sérgio Godinho, Óscar Branco, Virgínio Moutinho, Manuel António Pina, João Cardoso, João Nunes, Cláudio Cinelli, Fernando Mora Ramos, J. Henrique Praça, João Pedro Vaz, Manuel de Oliveira, Castro Guedes, José Carlos Garcia, maestro Paulo Brandão, José Carlos Barros, José Caldas, entre outros. Do seu percurso destaca a colaboração com instituições como a RTP, TUP, Comissão da Condição Feminina, Comissão Infante-94/ CMP, Teatro Aramá, TEP, Comissão de Desenvolvimento de Espinho, Centro Regional de Artes Tradicionais do Porto, Pau e Tela, Assédio, Festival Internacional de Marionetas do Porto, DRAMAT – Teatro Nacional de São João, Coral Públia Hortênsia, Teatro Oficina, ANILUPA, Teatro do Campo Alegre - Fundação de Ciência e Desenvolvimento, Associação de Ludotecas do Porto, Fundação de Serralves entre outros. É fundador e diretor artístico da Limite Zero – Associação Cultural. Desde 2010 preside à direção e é diretor executivo do Festival Internacional de Marionetas do Porto.

Painted Black Arrow
separador-1.png
btn-newsletter.png