logo-transparentx2.png
so-palheta.png
separador-2.png

fernando cunha

11 setembro / 16:00

Jardim da Anta

dom-roberto-3.jpg

A Rosa aproveita saída dos patrões para receber os seus namorados em casa, o Sapateiro, o Ourives e o Brasileiro que lhe prometem mundos e fundos. Depois de muita truca, truca, truca, com eles e de os esconder nos armários, os patrões chegam e é um caso sério. O patrão chama o guarda que começa a dar paulada em todos os namorados. Aproveitando a nova saída dos patrões, Rosa puxa o guarda para a cama e truca, truca, truca…

A princesa foi presa pelo Gigante na torre do castelo e pede por socorro. Dom Roberto aparece e logo se apaixona pela princesa. Promete que a vai tirar dali. Mas não vai ser fácil, pois temos o Fantasma, o Crocodilo, o Diabo e o Gigante que estão ali para defender o Castelo. Mas Dom Roberto com o pau consegue vencê-los e finalmente liberta a princesa. No fim saem aos beijos com a marcha nupcial.

Autor: Teatro Popular Português

Bonecreiro: Fernando Cunha

Construção de Bonecos: Ana Pinto

Cenários e Adereços: Carlos Apolo Martins

Marceneiro: José Arruda Figueiredo

Serralheiro: Joaquim Guerreiro

Design gráfico/web: Norma Carvalho

Vídeo/Fotografia: Ricardo Reis

Produção: Ana Pinto
Técnica: marionetas de luva

Duração: Aprox. 15 min por espectáculo | Classificação Etária: Maiores de 3 anos

cunha.jpg
separador-2.png

bio

Iniciou a sua carreira como ator e bonecreiro aos 29 anos na companhia Valdevinos Teatro de Marionetas, da qual é membro fundador. Desde aí até aos dias de hoje continua ligado à companhia como director. Desempenha várias funções que vão desde a escrita, a encenação, a formação e a representação.

Fez formação com a Isabel Barros ("Movimento corporal com as marionetas"), com Jean Luc Penso (marionetas de sombras chinesas e de luva), com Marta Fernandes da Silva (construção de marionetas e cenografia), com Luciano Reis (técnica de voz), com Filipe Crawford (máscaras neutras, larvares, e expressivas, máscaras de Bali e Commedia dell'arte) e com Matteo Cifariello (clown).

É director artístico da MIMMOS-Mostra Internacional de Marionetas, Máscaras e Objetos de Sintra e director/programador da Casa da Marioneta de Sintra.

Desde 2015 que apresenta o Teatro Dom Roberto. Tem no seu repertório quatro histórias tradicionais, "Rosa e os 3 Namorados", "O Castelo dos Fantasmas", "O Barbeiro Diabólico" e a "Tourada à portuguesa". Juntou ao seu repertório duas novas histórias originais, "O Moleiro e o Burro" e "O Pescador". Da paixão por esta arte e do desejo de que ela se perpetue pelas novas gerações de bonecreiros, resultou o É só Palheta" - Encontro do Teatro Tradicional Dom Roberto, que tem a sua primeira edição em Setembro de 2021 e do qual é director artístico.

Painted Black Arrow
separador-1.png
btn-newsletter.png